"A arte da vida consiste em fazer da vida uma obra de arte."

Mahatma Gandhi

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Flor de Açafrão - A nobre Especiaria

Esta é uma especiaria muito especial e que deu nome à nossa empresa...é considerada como "o ouro vermelho", devido ao seu preço, pois é uma especiaria que tem um processo de desenvolvimento lento e a sua colheita é toda manual.

Para quem gosta de conhecer, aqui vai um pequeno resumo sobre esta planta excepcional!

A especiaria do açafrão tem origem vegetal e consiste nos estigmas extraídos da flor de açafrão. Trata-se de uma flor cuja denominação científica é Crocus sativus, da sub-família dos Crocus, da família das Iridáceas.

 
Dentro da mesma família temos outras flores mais conhecidas do público em geral, como os gladíolos.
A sua produção desde há 3000 anos pouco evoluiu, uma vez que para além do acto de lavrar a terra de uma forma mecânica, todo o ciclo de produção até ao consumidor final é essencialmente artesanal.


Normalmente os bolbos são plantados em fileiras organizadas em terrenos relativamente planos, por volta de Junho e a sua posterior colheita manual é efectuada por volta de Setembro.
Cada flor é então arrancada do seu caule, de modo que permita o bolbo continuar o seu ciclo de nova produção, e reunida em cestos para posterior colocação “à mesa”.

Aqui os estigmas são extraídos de cada flor, à mão e reunidas para mais tarde serem secas/torradas sobre o lume brando de madeiras.

São necessárias cerca de 80.000 flores para se obter apenas 500gr de produto final.

As utilizações desta especiaria variam essencialmente entre três vertentes: Culinária, Corante e Medicinal.

Na culinária destacam-se alguns dos pratos mais famosos a nível mundial:
França - Bouillabaisse Provençal
Índia - Gelado Kulfi
Espanha - Paella
Itália - Risotto alla milanese
Suécia - Bolo de açafrão

Como corante, este produto pode ser utilizado como corante alimentar ou corante têxtil.

Na medicina, esta especiaria possui uma longa história a nível da medicina Ayurvédica (Índia – 500 A.C.) como ingrediente essencial em várias receitas pelas suas características de antivenenosas, afrodisíacas, cardio-tónicas, diuréticas, estimulantes, como tónico nervoso, sedativas, etc. Na medicina Ocidental e em referências de décadas mais recentes, é reconhecido como o remédio valioso no tratamento de infecções catarrais, otites, melancolia, aumento do fígado e baço, servido como um sedativo nervoso, carminativo, emenagogo e em doses regulares um abortivo seguro.

No entanto, com um consumo grandes quantidades poderá ser considerado um narcótico e pode mesmo ser fatal, para além de poder provocar abortos espontâneos.

Pode consultar mais em :

http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/acafrao/acafrao-5.php

Sem comentários:

Publicar um comentário